mondelingegeskiedenis.blogspot.com

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

A perfeição dos bebês


" Como você era perfeito quando era um bebezinho. Os bebês não têm de fazer nada para se tornarem perfeitos, eles já são perfeitos e agem como se soubessem disso. Sabem que são o centro do Universo. Não têm medo de pedir o que querem e expressam livremente suas emoções. Qualquer um sabe quando um bebê está bravo, aliás, toda a vizinhança sabe. Também se sabe quando eles estão felizes, pois seus sorrisos são capazes de iluminar um quarteirão inteiro. Os bebês são cheios de amor. 
Crianças muito pequeninas morrem se não recebem amor. A medida que vamos ficando mais velhos, aprendemos a viver sem amor, mas os bebês não suportam isso. Os pequeninos também adoram cada parte de seu corpo, amam até as suas próprias fezes. Eles têm uma coragem incrível. 
Você era assim. Nós éramos todos assim. Então começamos a ouvir os adultos a nossa volta que haviam aprendido a ser medrosos e passamos a negar nossa própria magnificência."

HAY, Louise L. You Can Heal Your Life. Ed. Best Seller, 1984. p. 38-39   

6 comentários:

  1. Tenho medo de criancas pequenas: sao imprevisíveis .... Hehehe

    ResponderExcluir
  2. Bonito, cara.

    (www.expressaoliberta.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  3. Crianças choram com força, por vários motivos. Nem sempre se sabe porquê. É preocupante...

    ResponderExcluir
  4. Mas quando fede: hora de trocar as fraudas. A forma dos bebês agirem, olharem... é tudo muito natural.

    ResponderExcluir
  5. Problemas do coração humano na terra...
    Meu, seu e de nossos irmãos.
    100% sem palavras.

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu comentário